meireles

Dicas & InspiraçãoCorpo em forma, corpo vitaminado!

 

 

O pequeno-almoço, que deveria ser considerado como imperativo para iniciar o dia muitas vezes é sacrificado. Conheça alguns dos motivos indicados e as consequências que o seu organismo desconhece!

 

É crucial implementar o hábito de reservar uns minutos no início do dia para preparar e tomar o pequeno-almoço, evitando sair de casa sem realizar esta refeição. Apesar do conhecimento geral sobre a importância de tomar o pequeno-almoço, a maioria da população não o faz!

A expressão “breaking in the fast” não é desconhecida, vindo deste modo enfatizar a importância de quebrar o jejum. Durante a noite, ficamos várias horas sem comer, logo a primeira refeição do dia é indispensável para fornecer ao organismo a energia e os nutrientes necessários ao começo de um novo dia.

 

De acordo com os dados do Eurostat, o gabinete de estatística da EU, 81% dos portugueses consumiu fruta todos os dias em 2017, sendo mesmo assim ultrapassada por Itália com 85% de consumo diário.

Contrariamente, os países que apresentavam menor consumo de fruta eram, em 2017, a Letónia (35%), a Bulgária e Lituânia (com 37%). Relativamente ao consumo de legumes, os países que consomem em menores quantidades são Hungria (30%), a Roménia (41%) e a Letónia (44%).

Em toda a EU, 27% da população consumiu fruta duas vezes por dia em 2017, enquanto que apenas 37% da população comunitária o fazia uma vez por dia e a restante 36% com menor regularidade (uma vez por semana).

 

Os benefícios que o pequeno-almoço incrementa na sua saúde:

 

-Repõe os níveis de energia, após o jejum noturno;

-Melhora o rendimento intelectual, a memória e a concentração (especialmente nos mais jovens);

-Está associado à manutenção de um peso adequado;

-Evita a fraqueza e, o estado emocional (irritabilidade);

-Contribui para uma distribuição alimentar e energética mais equilibrada ao longo do dia;

 

Não tomar pequeno-almoço:

 

-Aumenta o risco de ataque cardíaco e 21% probabilidades de diabetes tipo 2 em homens e 20% risco de diabetes tipo 2 nas mulheres;

-Hipoglicemia (descida de glicose no sangue), que pode ocasionar: suores frios, falta de força, desmaios e até mesmo coma (em situações mais específicas);

-Mal-estar e má disposição geral;

-Cefaleias (dores de cabeça);

-Quebra de rendimento físico e intelectual;

-Diminuição da capacidade de resposta e dos reflexos;

-Maior tendência para acidentes de trabalho, de viação ou domésticos;

 

As principais desculpas:

 

1)      Não tenho tempo para o pequeno-almoço:

A correria matinal para chegar a horas ao local de trabalho é o motivo mais referido pela maioria das pessoas, que reforçam não dispor de tempo para sentar e tomar o pequeno-almoço e, muito menos prepará-lo.

Dica: Planeie na noite anterior uma mochila com uma sandes ou considere algo prático que possa ir buscar a caminho do seu local de trabalho, por exemplo a uma pastelaria.

 

2)      Estou constantemente atrasado/a para o trabalho:

Os horários atarefados levam as pessoas a acordar 10 a 20 minutos mais tarde, o que se traduz numa hora de atraso para o trabalho. Sair de casa à hora precisa leva a que muito regularmente o pequeno-almoço seja a tarefa sacrificada.

Dica: Adormeça uma hora mais cedo e levante-se uma hora mais cedo para nesse tempo extra preparar o pequeno-almoço.

 

3)      Estou numa dieta:

A maioria das pessoas pensa que a redução de calorias ingeridas resulta da remoção do pequeno-almoço.

Na verdade, retirar o pequeno-almoço vai impedi-lo de perder peso, porque este faria com que se mantivesse com fome. Com a ausência deste, fica mais propenso a escolher refeições menos saudáveis no final da manhã ou até mesmo ao final do dia.

Dica: Opte por uma taça de cereais que poderá aliar a um iogurte ou uma peça de fruta ao pequeno almoço e uma sandes ao final da manhã! A alteração dos hábitos alimentares deve ser feita em pequenas quantidades com maior frequencia durante o dia, sempre num processo gradual. 

 

 

4)      Não gosto de comer ou beber de manhã. O meu estomago não está habituado!

 

Dica: É compreensível que a primeira tarefa de manhã que deseje fazer não seja dirijir-se à cozinha para preparar comida e limpar tudo no final.

Mas, ficar sem os nutrientes que o seu organismo necessita durante o dia, não é alternativa! Os hábitos alimentares devem ser incrementados na infância, contudo qualquer pessoa consegue adaptar os seus hábitos com a mentalidade correta!

Opte por preparar uma taça de fruta diversificada que poderá levar para o trabalho, afastando-se assim da máquina de cafés, chocolates e bolos ricos em açúcar!

 

Existe um pequeno-almoço ideal?

    

Não é quantidade, mas sim qualidade! Qualidade significa optar por alimentos que oferecem os nutrientes necessários para se manter saudável!

 

Dicas:

Crianças:

-Smoothies feitos com iogurte e fruta; Aveia preparada com leite magro, frutas e sementes.

-Ovos mexidos com fruta e uma caneca de leite.

 

Adultos:

-Smoothies com fruta, abacate e vegetais;

-Omolete com fiambre e queijo;

-Aveia preparada com fruta;

Informação para o utilizador

Redes sociais